ENTREVISTA TRADUZIDA: Dylan Minnette é entrevistado por sua namorada Kerris Dorsey para a "RAW"


Dylan Minnette realizou um photoshoot maravilhoso com direito de uma entrevista exclusiva, feita por sua namorada e atriz, Kerris Dorsey, para o site "RAW". Confira abaixo, as fotos e a entrevista traduzida na íntegra:
FOTOS
   
ENTREVISTA TRADUZIDA

"Kerris: Você ficou surpreso com a resposta a "13 Reasons Why" ou você esperava?

Dylan: Todos nós estavamos torcendo por uma grande audiência, mas nunca esperavamos nada. A resposta tem sido ligeralmente incrível, só porque tem uma grande quantidade de pessoas assistindo... julgando fora da internet, pessoas vindo falar comigo e apenas coisas que eu escuto. Eu estou entusiasmado com isso e todos da série também.

Kerris: É estranho que pessoas estão assistindo sem parar e terminam a série em dois dias, e você apenas, "Oh meu Deus, essa é minha vida pela metade fo ano."

Dylan: Honestamente, é muito estranho. Eu trabalhei por seis meses e meio, assim como todo mundo. E o fato de que todos posam assistir tudo em um dia... Mas ei, está ai fora pra sempre e novas pessoas vão assistir isso para sempre, então é um produto duradouro. 

Kerris: Sempre que Clay ficou frustado, eu senti como se fosse o Dylan de várias maneiras, mas então há partes dele que eram totalmente diferentes de você. Existe outro pesonagem em que você compartilha algumas qualidades? 

Dylan: Tony ou Jeff. Esses caras são muito muito bons de coração e todos deveriam tentar ser mais como o Tony e o Jeff, especialmente o Jeff. Um Yoda útil, um termo clássico graças ao Brian Yorkey. 

Kerris: Clay é a pessoa que seguimos ao longo da história, embora Hannah seja obviamente a narradora e em grande parte é sua história. Como você acha que a história se molda através dos olhos do Clay?

Dylan: Ao longo da série, você vê mais e mais quanto Clay se preocupou com ela e o quanto ele a amava. Ao ver seu relacionamente crescer, isso só ajuda você a amar mais ainda a Hannah e você deseja que ela não faça o que ela vai fazer mais pra frente. A maioria dos espectadores se encontram no meio do caminho, esperando que, no final, ela não tire sua própria vida, quando você sabe qual é o resultado. No final, você está gritando para a tela, "Não faça isso, não faça isso." Você sabe o que vai acontecer. Isso lhe dá esperança. Clay está mantendo-a viva dessa maneira, apenas tentando trazer justiça a ela e manter a memória dela para o melhor.

Kerris: Isso faz você ficar com o coração quebrado que você está assistindo essa linda história de amor se desenrolar. E ao mesmo tempo, você sabe que não tem um final feliz. Você não pode falar nada além de sentir e amar, e sentir isso de forma tão intensa.

Dylan: Sim, se você tirar os flashback de Clay e Hannha, series, além de Romeo e Julieta, a história de amor mais triste, pequena e mais estranha.

Kerris: Você tem muitas belas cenas emocionais. Você se sentiu intimidade quando você leu no roteiro e como eles mudaram quando você os filmou?

Dylan: Eu sempre me sinto intimidado lendo qualquer coisa que eu tenho que fazer. Mesmo assim, ele é o pior pra mim, a coisa mais díficil é rir. Se disser: "Clay ri de forma incontrolável", eu fico estressado durante semanas até a filmagem. É impossivel pra mim, eu não consigo fingir uma risada. Mas, curiosamente, Brian Yorkey, o diretor, eu sinto que toda vez que eu dizia que tinha medo de fazer algo para ele, na semana seguinte com certeza eu teria que fazer. Brian simplesmente me desafiava. Foi maligno, mas de uma ótima maneira, porque eu nunca tive esse importante personagem para interpretar. 

Kerris: Você disse que leu o livro depois de ter filmado a série porque você queria que o seu Clay fosse diferente.

Dylan: Eu agradeço por não ter lido antes porque eu fui o Clay por tanto tempo, e depois lendo o livro, só... Eu senti como se estivesse dentro do livro e eu me sentia responsável e eu senti como você deveria se sentir quando lesse o livro. Não tem um mundo onde eu teria sido tirado disso.

Kerris: A série realmente nunca foi suave ou menos forte para crianças ou adolescente. Como você acha que isso afetou no produto final?

Dylan: Nós realmente surpreendemos as pessoas porque eu acho que ninguém esperaria que nós ou qualquer outra pessoa fosse até lá. Você tem que ir até esse ponto porque se estamos fazendo uma versão de classificação LIVRE, ou para 13/14 anos, você fica a ponto de romantizar a história porque você não pode fazer algo horrível para ninguém. Você quase não consegue transmitir a mensagem. Você não poderá identificar os Bryces do mundo se você não for forçado a ver os atos horríveis que ele fez.

Kerris: Meio que mudando de assunto. Nós dois, eu primeiro, tenho que aceitar o crédito, fiquei obcecada com Revival da Selena Gomez. Então, qual é a sua música favorita do álbum?

Dylan: Eu também gostei de Revival e minha música favorita do CD com certeza é "Me & the Rhythm". Aquela música.

Kerris: Subestimada.

Dylan: Muito subestimada. Por que essa música não foi um hit? Quero dizer, talvez fosse. Eu simplesmente não sei. Mas eu lembro de ouvir aquela música e indo, "Oh meu deus, isso é tão bom. Essa batida, a melodia e o refrão. É tão viciante." Eu queria poder escrever músicas tão viciantes quanto "Me & The Rhythm" da Selena Gomez. Ou seja, eu amo essa música.

Kerris: Além disso, para aqueles que não sabem, qual a sua posição na sua banda The Wallows?

Dylan: Como coletivo, Cole, Braeden e eu trocamos por muitas coisas no estúdio. No estúdio, não temos nenhum trabalho designado. Nós simplesmente falamos: "Você quer tocar isso? Eu vou tocar isso." Nós meio que escrevemos as partes juntos. Mas ao vivo, eu principalmente toco guitarra e canto. Mas todos nós podemos mudas e fazer todas essas coisas boas. É um esforço em grupo.

Kerris: Qual foi o último show que você foi?

Dylan: Car Seat Headrest no Regent Theather em Downtown LA.

Kerris: Bom, todo mundo está muito animado para ver vocês fazerem o seu trabalho em mais uma temporada de "13" porque vocês todos foram incríveis, talentosos e com química genuína. E não é falsa química onde as pessoas falam "somos como uma família" e não são.

Dylan: Todos realmente se amam e realmente somos uma família nesse momento. Eu acho que todo mundo ficaria animado de trabalhar juntos de novo. Teremos que esperar e ver o que acontece. Quero ver outras pessoas fazerem mais na série. Quero ver mais histórias de outros personagens e Clay pode ficar mais de boa.

Kerris: Eu não acho que isso vai acontece. Desculpa Dylan.

Dylan: Bom, você nunca sabe. 

A segunda temporada de 13 Reasons Why está em produção com lançamento para 2018. Kerris Dorsey estrela em Ray Donovam, onde a quinta temporada vai ao ar no dia 6 de Agosto no Showtime."


Acompanhe em nossas redes sociais: TwitterFacebook Instagram.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Deivin

Portal Dylan Minnette, sua melhor e mais atualizada fonte sobre o ator/músico Dylan Minnette no Brasil e no mundo.
    Blogger Comment

0 comentários:

Postar um comentário